segunda-feira, 30 de junho de 2014

quinta-feira, 26 de junho de 2014

DICAS DE PORTUGUÊS: PALAVRAS QUE MUDARAM DE SENTIDO




DICAS DE PORTUGUÊS: PALAVRAS QUE MUDARAM DE SENTIDO

A etimologia estuda a evolução das palavras não só na sua forma, como também no seu sentido. Não são raros os vocábulos que com o tempo sofreram alteração de significado.

Almofadinha

Além do diminutivo de almofada, a palavra passou a designar pejorativamente o homem que se veste com muito requinte. Esse novo sentido surgiu em 1919, quando alguns rapazes elegantes e delicados realizaram, em Petrópolis, cidade do Rio de Janeiro, um concurso beneficente para premiar o jovem que bordasse e pintasse a mais bela almofada.

Aquário e piscina

Aquário veio do latim aquarium (tanque, reservatório de água, bebedouro para o gado), formado de aqua (água). Piscina veio do latim piscina (viveiro para peixes), formado de piscis (peixe) — daí pisciano, quem nasce sob o signo de Peixes. No português, as duas palavras acabaram ficando com os sentidos trocados: hoje aquário é um viveiro de peixes e piscina (que já significou popularmente “reservatório de água para a criação de peixes”) é um reservatório de água.

Armário

Você já deve ter questionado se armário não deveria ser um lugar para guardar armas. Pois já foi, faz muito tempo. A palavra veio do latim armarium, com esse sentido: lugar onde se guardam armas. Mas ainda no latim a palavra teve seu sentido ampliado para guarda-louça, cofre, biblioteca e caixão. 
Atualmente, em português, é um móvel para guardar objetos variados.

Autópsia

Veio do grego autopsía: auto (de si mesmo) + opsis (exame). No início, a palavra tinha esse sentido de exame de si mesmo. Depois ganhou popularmente o significado indevido de exame médico de um cadáver e assim ficou em diversos idiomas.  A palavra correta para designar o exame de um cadáver é necropsia, palavra que veio do grego necro (morte) + opsis (exame).

Barbeiro

O nome do profissional veio de barba + a terminação designativa de profissão -eiro (como em padeiro, costureiro). No Brasil e em Portugal, até as primeiras décadas do século XIX, os barbeiros também praticavam odontologia e medicina. Chegavam até a fazer pequenas cirurgias. Não é difícil imaginar o resultado desastroso produzido por um barbeiro tirando um dente ou fazendo uma punção. E, assim, também não foi difícil a palavra barbeiro ganhar o sentido de  “indivíduo que não é hábil na sua profissão”. Daí se formou barbeiragem como sinônimo de incompetência. Com relação ao barbeiro, o inseto, seu nome popular veio do fato de ele chupar o sangue da sua vítima quase sempre no rosto, enquanto ela dorme. O barbeiro, na verdade, não tem nenhuma predileção por rostos. É que, quando dormirmos, essa parte do corpo se acha sempre descoberta e à mercê do maldito.

Brigadeiro

A palavra veio de brigada com a terminação -eiro.  O docinho apareceu logo depois da Segunda Guerra Mundial, quando era grande o racionamento de açúcar, leite e ovos no Brasil. Uma dona de casa, muito prendada na cozinha, resolveu fazer um doce sem esses ingredientes e misturou leite condensado com chocolate. Ela mesma batizou a delícia com o nome de brigadeiro, em homenagem a um homem que admirava: o brigadeiro Eduardo Gomes, candidato à Presidência da República nas eleições de 1945 (acabou vencido por um general, Eurico Dutra). Infelizmente, desconhece-se a identidade da extraordinária inventora. Ganha um doce quem desvendar o mistério.

Emboscada

Veio do italiano imboscata, derivado de imboscare (daí o português emboscar), que significava originariamente esconder animais ou pessoas num bosque e foi formado de bosco, bosque. Quem faz uma emboscada esconde-se para atacar de surpresa. Em português, emboscado também tem o sentido de “escondido no bosque”.

Escapar

Originalmente a palavra significava “livrar-se da capa”, deixando-a nas mãos do perseguidor. A palavra veio do latim vulgar excappare, formado do prefixo ex- (movimento para fora, separação — como em exportar) + cappa (capa) + -are.

Expresso

Veio do latim expressu, espremido, comprimido. Já o café expresso veio do italiano caffè espresso. Tem esse nome não por ser feito rapidamente, mas sim porque resulta da compressão de vapor ou água fervente através de minúsculos grãos de café. A palavra expresso aplicada a meios de transporte (trens, ônibus...) se originou do inglês express. 

Lanterna

Veio do latim lanterna, archote, lampião. Foi na França que a palavra ganhou o sentido de “último colocado numa competição”. A mais importante corrida de ciclistas no mundo, desde 1903, é a Volta da França, que dura 22 dias e tem um percurso de aproximadamente 3.400km, passando por várias cidades. O último colocado nessa competição passou a ser chamado de lanterne rouge, em associação com as luzes vermelhas que aparecem como sinal de alerta no último vagão das composições ferroviárias. A expressão foi parar em Portugal traduzida para “lanterna vermelha”. No Brasil se reduziu simplesmente a lanterna ou lanterninha.


Fonte: Professor Sergio Nogueira - via G1

sexta-feira, 20 de junho de 2014

OPINIÃO DO LIVRO: "COMO VIVER ETERNAMENTE"



O livro "Como viver eternamente" é um livro "estrelarmente" falando entre três e quarto estrelas. Até tomei um pouco de ojeriza dessas estrelas de classificação, mas fazer o quê?

A autora Sally Nicholls nasceu em Stokton, Inglaterra e se formou em Filosofia e Literatura. Quando escreveu o livro em 2008 - o que foi uma surpresa para mim - tinha 23 anos. (a idade foi só um detalhe). Surpresa porque nunca tinha ouvido falar do livro e ele é a cara do aclamado sucesso "A culpa é das estrelas" de John Green. (que eu li e amei). 

Quando comecei a leitura de "Como viver eternamente" senti algo como já li isso e nesse momento até fiz (confesso) um prejulgamento achando que tivessem escrito um livro quase cópia de um grande sucesso atual de vendas agora para pegar uma carona. Continuei a leitura e no que seria o quarto erro ortográfico parei tudo e fui olhar o ano de publicação do livro. Foi aí que tive a tal da surpresa em constatar que o livro é de 2008, ou seja, bem anterior ao livro de John Green. Cheguei a mandar então um e-mail para a editora perguntando a razão de não terem colocado o livro já dentro da nova ortografia (maldita coisa que fizeram) e eles me responderam que só mudaram a capa. Para mim um ponto muito negativo. Poderiam ter feito isso. 

Voltando ao livro, a leitura é fácil, a narração é feita na primeira pessoa, ou na voz de Sam como você preferir, e conta a sua história e luta contra um câncer (na minha opinião a doença do século) incurável - nesse caso, a leucemia - e que resolveu escrever um livro enquanto espera pelo inevitável: a sua própria morte. 

Com passagens engraçadas e outras emocionantes vamos nos afeiçoando por Sam e vivendo seu drama junto com ele e sua família. 

Na história Sam tem um amigo que também vai morrer e juntos resolvem viver sonhos e superar seus problemas para viver ao máximo o tempo que ainda possuem. Sam mostra seus dramas, como é sua convivência com seus pais e sua irmã Bella e o seu dia-a-dia. Sam nos mostra também que sonhos impossíveis, tipo ir à Lua podem ser realizados de certa forma. Ele nos ensina a ver a vida de uma forma mais simples e a de que podemos ser felizes mesmo já sabendo a data do ponto final. 


Classificação:  ☻☻☻ 

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

COMO VIVER ETERNAMENTE - SALLY NICHOLLS - Geração Editorial - 232 páginas 

quarta-feira, 18 de junho de 2014

SORTEIO DO LIVRO: "ANTES DA FORCA"



Viciados em Livros e não é que tem promo nova por aqui!

Em parceria com a Editora Arqueiro trazemos a sequência de "O Poder da Espada" que ganhou capa nova na nova edição.

Concorra a um exemplar de:

"ANTES DA FORCA" - Joe Abercrombie

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo:

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/356631

http://bit.ly/Antes_da_Forca

terça-feira, 10 de junho de 2014

OPINIÃO DO LIVRO: "OS ASSASSINOS DO CARTÃO-POSTAL"




Se for dizer que James Patterson surpreende a cada novo livro vão dizer que estou exagerando. Mas não estou. Que livro é esse? LIVRAÇO AÇO, AÇO!

É uma pena que muitos ainda não descobriram o autor ou não o experimentaram. Acho incrível que James Patterson mantenha a mesma pegada em cada novo livro. E digo mais: isso não cansa. E tampouco já fica evidente o que você poderá encontrar. Você sempre vai sempre sair surpreenddido. 

Em "Os Assassinos do Cartão-Postal" James Patterson nos apresenta um novo detetive - que estou torcendo para que vire série -, Jacob Kanon, da divisão de homicídios do Departamento de Polícia de Nova York que teve sua filha assassinada (isso não é spoiler) se vê envolvido numa série de crimes que acontecem por toda a Europa quando jovens casais são assassinados e a única conexão entre eles são cartões-postais enviados para os jornais locais dias antes da descorbeta de cada crime. Jacob acaba se unindo à jornalista Dessie Larsson em Estocolmo por ela ter recebido um novo cartão-postal. (isso também não é spoiler). 

Para início de conversa o livro começa com um prólogo dividio em cinco parte, ou cinco captíulos, mas todos muito curtos, caraterístca principal de JP que envolvem o leitor de tal forma que você começa a imaginar que se o prólogo é assim, imagina o resto!

E é isso o mesmo. Você quando vê o livro já até acabou. Capítulos curtos, muita ação, adrenalina 1000%, tudo passando na sua mente como num filme. 

Aliás, essa é uma outra caracterísitca de JP: ele descreve somente o indispensável. O que basta para você entrar na cena e vivê-la intensamente como se estivesse dentro dela sem que seja preciso descrever o fru-fru da cortina do banheiro que fica localizado no segundo andar da casa construída num terreno de frente para o mar.

O personagem Jacob é muito bem construído e acaba cativando o leitor - me cativou - com o seu jeito objetivo de ver as coisas e com a sua experiência de ser um detetive numa cidade como Nova York fazendo de tudo e um pouco para ajudar a polícia europeia a solucionar esses crimes apesar da relutância deles de ter um estranho no meio deles.

Leitura IMPERDÍVEL. 

Classificação:  ☻☻☻☻☻  

☻ Péssimo ☻☻ Ruim ☻☻☻ Bom ☻☻☻☻ Muito Bom ☻☻☻☻☻ Ótimo

OS ASSASSINOS DO CARTÃO-POSTAL" - JAMES PATTERSON - Editora Arqueiro - 303 páginas 

DICAS DE PORTUGUÊS: PALAVRAS QUE VÊM DO JAPONÊS




DICAS DE PORTUGUÊS: AS PALAVRAS QUE VÊM, DO JAPONÊS

Caraoquê

Veio do japonês karaoke, formado de kara, vazia + oke, forma reduzida de okesutora, orquestra.
O caraoquê surgiu no início da década de 1980, na cidade japonesa de Kobe. O dono de um bar, prevenindo-se contra as ausências constantes do seu cantor-guitarrista, gravou vários acompanhamentos musicais para clientes canoros.

Caratê

Veio do japonês karate, palavra formada de kara (vazia) + te (mão).

Gueixa

Veio do japonês geixa, de gei (arte) + xa (pessoa), jovem cantora e dançarina.
Depois o sentido se ampliou, e hoje a palavra gueixa designa a mulher oriental encantadora.

Issei, nissei e sansei

O japonês que vai para a América é um issei — do japonês issei, primeira geração, formado de is, primeira + sei, geração.
O filho dele nascido na América é um nissei — do japonês ni-sei, segunda geração, formado de ni-, segunda + -sei, geração.
O filho do nissei (neto de issei) também nascido na América é um sansei, do japonês san-sei, terceira geração, formado san-, terceira + -sei, geração.

Jiu-Jítsu e Judô

O jiu-jítsu surgiu na Índia, foi para a China e ganhou fama com o Japão a partir do século XVI, quando passou a ser intensamente praticado pelos samurais.
A palavra veio do japonês jujitsu, formado de ju (ágil, flexível) + jutsu (técnica, arte).
Em 1882, um professor universitário japonês chamado Jigoro Kano (1860 - 1938), que era um lutador de jiu-jítsu, fundou sua academia de lutas, o Kodokan. Eliminando do jiu-jítsu os golpes mais perigosos, ele criou uma luta mais espiritual e educativa, que recebeu, em japonês, o nome de judo, palavra formada de ju (ágil, flexível) + do (caminho, método).

Quimono

Veio do japonês kimono, vestimenta, roupa.

Yakuza

É a máfia ou o mafioso japonês.
Yakuza, em japonês, significa jogador, inútil. A palavra foi formada de ya (oito) + ku (nove) + za (três).
No Oicho-Kabu, um jogo de baralho japonês parecido com o blackjack ou o vinte e um, cada jogador recebe três cartas. Seu objetivo é fazer no máximo 19 pontos. Se as cartas recebidas somam 8 + 9 + 3 = 20, a mão é inútil e o jogador está derrotado.

Fonte: Professor Sergio Nogueira - via G1

segunda-feira, 9 de junho de 2014

DICAS DE PORTUGUÊS: PALAVRAS QUE VÊM DAS LÍNGUAS INDÍGENAS



DICAS DE PORTUGUÊS: PALAVRAS QUE VÊM DAS LÍNGUAS INDÍGENAS

O tupi foi a língua mais falada no Brasil até o século XVIII. Em 1758, foi legalmente proibido de ser utilizado em estabelecimentos de ensino e em órgãos públicos.

Mais de dois séculos foram suficientes para o português incorporar várias palavras do tupi, principalmente as designativas de elementos do universo indígena, tais como lugares, rios, plantas e animais. 

Capivara

Veio do tupi kapii’gwara, palavra formada de ka’pii, capim + gwara, comedor.

Carioca

Veio do tupi kari’oka, que significava casa (oka) do homem branco (kari).

Catapora

Veio do tupi tata’pora, palavra formada de ta’ta, fogo + ‘pora, que brota. Os dicionários registram a forma tatapora. O povo, sabe-se lá por quê, preferiu dizer catapora, forma também dicionarizada.

Catupiry

O queijo cremoso foi criado em 1911, em Lambari (MG), pelo imigrante italiano Mário Silvestrine. A palavra escolhida para sua marca veio do tupi catupiri, que quer dizer “excelente”.

Guanabara

Veio do tupi goanã-pará, baía ou golfo abrigado, formado de gwa, baía + nã, semelhante + ba’ra, mar.

Jaú

O nome da cidade paulista e do rio vieram do nome do peixe, jaú, por sua grande quantidade na desembocadura do rio no Tietê. E o nome do peixe veio do tupi ya’u, aquele que devora.

Mingau

Veio do tupi minga’u, comida que gruda.

Muamba

Veio do quimbundo muhamba, que era um cesto comprido usado para transportar cargas em viagem.

Nhe-nhe-nhem

Veio do tupi nheem, falar. No Brasil do século XVI, os portugueses, espantados com o falatório interminável dos índios tupis, usaram três vezes a palavra “falar” em tupi e fizeram nhe-nhe-nhem, que literalmente quer dizer “falar, falar, falar”.

Paraíba

Do tupi pa’ra, rio + a'iba, ruim, não navegável.

Perereca

Veio do tupi pere’reka, que significa “indo aos saltos”.

Peteca

Veio do tupi pe’teka, bater com a palma da mão.

Pindaíba

Pindaíba é uma espécie de planta. Seu nome veio do tupi pinda’ïwa, formado de pi’nda, anzol + ‘ïwa, vara, já que os indígenas usavam a planta como caniço. Dessa forma, a expressão estar na pindaíba significa “estar na miséria”, como se a pessoa dispusesse apenas de uma vara de pescar para sobreviver.

Pororoca

Veio do tupi poro’roka, estrondo.

Tocaia

Veio do tupi to’kaya, casinha ou cercado onde o indígena se escondia para surpreender um inimigo ou uma caça.

Tamanduá

Veio do tupi tá-monduá, caçador de formigas, que é o que ele come. O tamanduá, tadinho, é desdentado.

Fonte: Professor Sergio Nogueira - via G1

sexta-feira, 6 de junho de 2014

SORTEIO DE UMA CAMISETA LITERÁRIA




"VISTA ESSA IDEIA. VISTA ESSA CAMISA"

Olha só a promoção que a Viciados em Livros está trazendo em parceria com a Loja Smile: (http://www.lojasmile.com.br/)

1 CAMISETA LITERÁRIA

Serão 2 sorteados! Compartilhe a imagem! Leia as regras na descrição! As camisetas que você pode ganhar estão na descrição da promoção!

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo, sendo o maior próprio para tablets e smartphones.

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/352809

http://bit.ly/CamisaSmile

quinta-feira, 5 de junho de 2014

SORTEIO DO LIVRO: "ABBA - A BIOGRAFIA"



Temos certeza de que essa promoção em parceria com a Editora Record doGrupo Editorial Record e com o selo Editora BestSeller vai mexer com muitos corações e trazer ótimas lembranças.

"ABBA - A BIOGRAFIA" - Carl Magnus Palm

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo, sendo o maior próprio para tablets e smartphones.

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/352141

http://bit.ly/ABBA_A_Biografia

quarta-feira, 4 de junho de 2014

terça-feira, 3 de junho de 2014

SORTEIO DO LIVRO: "RECONSTRUINDO AMELIA"



No mês da Copa a Viciados em Livros e a Editora Arqueiro marcam um gol trazendo mais uma promoção para vocês!

"RECONSTRUINDO AMELIA" - Kimberly McCreight

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo, sendo o maior próprio para tablets e smartphones.

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/350918

http://bit.ly/ReconstruindoAmelia

segunda-feira, 2 de junho de 2014

SORTEIO DO LIVRO: "SEM LUGAR PARA SE ESCONDER"




E não é que tem promoção nova aqui na Viciados em Livros?

Em parceria com a Editora Sextante trazemos para vocês o livro:

"SEM LUGAR PARA SE ESCONDER" - Glenn Greenwald

Para participar basta entrar na aba "Promoções - Sorteie.me" ou acessar pelos links abaixo,próprios para tablets e smartphones.

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/350352

http://bit.ly/1n40Ers